Diretores do SMC estão em Catalão para apoiar greve dos metalúrgicos da Mitsubishi

O diretores do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC), filiado à Força Paraná, Paulo Pissinini e Marcos Baclan estão em Catalão (SP) apoiando a greve dos trabalhadores da Mitsubishi. A paralisação dos trabalhadores já dura dois dias (antes disso, na quarta-feira já haviam parado como advertência) e se dá porque a empresa está tentando discutir o PLR dos metalúrgicos criando uma comissão de fábrica sem a presença do Sindicato da região (Simecat).

Apesar da greve ter sido declarada só agora, as mobilizações dessa negociação de PLR, reajuste salarial e outras melhorias para os metalúrgicos de Catalão está sendo negociada desde março e foi intensificada em agosto, quando a empresa tentou deixar o Simecat fora da negociação. A atual paralisação na produção da Mitsubishi ocorre menos de um ano após a última greve realizada, que também reivindicava um acordo coletivo decente.

Os trabalhadores representados pelo Sindicato da região seguem firmes na luta porque acreditam que o reajuste é justo e coerente com a realidade do momento, já que a carga de trabalho ficou mais intensa nos últimos meses, pois a produção de veículos aumentou e os postos de trabalho perdidos nas demissões em massa não foram repostos, deixando os atuais metalúrgicos sobrecarregados.

Paulo Pissinini, diretor do SMC que está acompanhando de perto o movimento dos trabalhadores em Catalão, destacou a importância da resistência dos metalúrgicos nesse momento, já que a empresa, além de não aceitar a proposta dos trabalhadores, tem tentado impor vários pontos da Reforma Trabalhista que ainda nem entrou em vigor, adiantando o que ainda está por vir para os trabalhadores brasileiros.

“Isso é mais uma prova e mais um resultado de que os empresários estão se unindo para tentar prejudicar os trabalhadores e o Sindicato com a desculpa de que o mercado não está bom e não reagiu, o que a realidade mostra que é falso”, explica Pissinini.

Fotos: http://www.simec.com.br/?area=ver_foto&id=1260&titulo=diretores-do-smc-apoiam-greve-dos-metalurgicos-da-mitsubishi-em-catalao

Publicado em Notícias | Comentários desativados

Nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Irati toma posse

A nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Irati, filiado à Força Paraná e a Fetim, tomou posse na noite desta quinta-feira (6) e ficará no comando pelos próximos 4 anos. A nova diretoria assumiu a entidade já nesta quinta com um o desafio de superar o cenário Reforma Trabalhista aprovada.
E é esse cenário de Reforma que o presidente eleito Geraldo Rocha destacou durante toda a cerimônia de posse e que ele também enxerga como sendo o maior desafio dessa diretoria.
“Mais uma vez nos assumimos o Sindicato com o compromisso de lutar pelo trabalhador para permitir que os nossos metalúrgicos tenham um trabalho e uma vida digna”, destacou o presidente Geraldo durante a sua fala de posse.
Além do presidente eleito Geraldo Rocha, estiveram presentes compondo a mesa de cerimônia as seguintes lideranças: Sérgio Butka, presidente da Força Paraná, da Fetim e do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba; Pedro Celso Rosa, representante da CNTM; Iraci Borges, assessor jurídico do SMC; Maria Donizete Alves, presidente do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação de Ponta Grossa; Luiz Antonio Andreassa, secretário de Desenvolvimento Econômico de Irati e representante do prefeito da cidade Jorge Derbli; Ronildo Surek, vereador e vice-presidente da Câmara de Irati.
O evento ainda contou com a presença de convidados e inúmeras lideranças e dirigentes sindicais de todo o estado do Paraná.
Confira a composição da nova diretoria:
Presidente: Geraldo Rocha
Vice-presidente: João Amauri Bucco
Secretário Geral: Richard Bartoszewski Augustinhak
Tesoureiro: Antonio Osmar Rodrigues
Diretor de assuntos sindicais: Celso Luiz Moreira
Diretoria da Mulher Metalúrgica: Lindamir Markovski
Suplentes
Orlando José Koziol
Jackson Ferreira
Conselho Fiscal
Mário Miguel Franco
Geovane de Paula Freitas
Marcos Antonio Lopes Martins
Suplente do Conselho Fiscal
Keli Adriana Fracaro
Delegados Representantes
Geraldo Rocha
João Amauri Bucco
Suplente de Delegado
Richard Bartoszewski Augustinhak

Publicado em Notícias | Comentários desativados

Metalúrgicos da Fetim fecham estratégia de luta nas campanhas salariais 2017/2018

Lideranças dos metalúrgicos do Paraná filiados à Fetim se reuniram durante toda a tarde desta quinta-feira (5), em Irati, para alinhar as melhores estratégias de luta nas campanhas salariais 2017/2018 em todo o estado, a valorização dos sócios, campanhas de sindicalização e a participação dos paranaenses no movimento Brasil Metalúrgico. Ficou definido que o foco agora é a luta empresa por empresa para valorizar e trazer resultados ainda melhores para os trabalhadores associados e a representação na base.

Tá mais do que claro que com as mudanças da Reforma Trabalhista, que passam a valer a partir do dia 11 de novembro, a luta precisa ser ainda maior. Só o trabalho de base, na porta das fábricas, é que vai garantir que nenhum ponto da reforma seja incluído nos acordos fechados daqui pra frente. Por isso o foco dos metalúrgicos do Paraná é o trabalho empresa por empresa, deixando claro para o trabalhador que nesse momento de ataque ele não precisa ficar desamparado e pode contar com o Sindicato para não ser deixado para trás.

Sérgio Butka, presidente da Fetim, do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba e da Força Paraná, reforça que a essa valorização das negociações individuais empresas por empresa já vem trazendo bons resultados para os trabalhadores e que esse deve ser o caminho adotado em todo o Paraná para garantir avanços reais para os metalúrgicos.

“Nessa luta empresa por empresa, o trabalhador que é sócio do Sindicato, que se junta nessa luta, já conseguiu grandes avanços. Com a Reforma Trabalhista batendo na porta, essa negociação direta com as empresas é que vai garantir que o trabalhador não saia perdendo, já que esses acordos individuais vão ter ainda mais força do que as negociações coletivas”, destaca Butka.

Sindicalização

Durante o encontro, as lideranças também trataram de estratégias para valorizar ainda mais os sócios do Sindicato e definiram estratégias para as campanhas de sindicalização que estão começando neste momento.

Juntos pelo Brasil

Outro assunto que esteve na pauta da reunião foi a luta do movimento Brasil Metalúrgico, reforçando a posição de que os trabalhadores estarão com tudo nessa luta! Além de parar geral no dia 10 de novembro, os metalúrgicos do estado estão planejando várias iniciativas de aquecimento nas portas de fábrica, para deixar o trabalhador pronto para luta que se aproxima.

Publicado em Notícias | Comentários desativados

Metalúrgicos do Brasil se unem a dezenas de outras categorias e definem 10 de novembro como Dia Nacional de Greves, Lutas e Paralisações

Trabalhadores de todo o país aprovaram a agenda única de luta contra o corte de direitos. Os representantes do Metalúrgicos da Grande Curitiba, filiado à Fetim e à Força Paraná, estiveram presentes e mostraram mais uma vez que estão firmes na luta

Metalúrgicos do Brasil se reuniram na Plenária dos Trabalhadores da Indústria durante toda a sexta-feira (29), no CMTC Clube, em São Paulo, para fechar uma agenda única de luta contra o corte de direitos. Estiveram presentes lideranças e representantes de Sindicatos de metalúrgicos de todo o país, reunindo entidades filiadas às sete principais centrais do Brasil. O encontro ainda contou com representantes de dezenas de outras categorias de trabalhadores que também aprovaram se unir aos metalúrgicos no dia 10 de novembro em um grande Dia Nacional de Greves, Lutas e Paralisações.

O encontro reuniu mais de 1.500 dirigentes e ativistas sindicais no CMTC Clube, em São Paulo, aprovou uma Carta com as reivindicações do movimento e marcou um novo Dia Nacional de Protestos e Paralisações para 10 de novembro, véspera da entrada em vigor da reforma trabalhista (Lei 13.467).

Trabalhadores dos Correios, petroleiros, bancários, químicos, trabalhadores da indústria de alimentação, construção civil e muitas outras categorias estiveram na plenária e confirmaram que irão somar na luta contra a Reforma Trabalhista, contra a Reforma da Previdência e contra o corte de direitos. Com a união de trabalhadores de diferentes setores, o movimento liderado pelos metalúrgicos.

Ficou claro!! Os trabalhadores brasileiros não vai aceitar nenhuma forma de precarização e retirada de direitos.

Confira o conteúdo da Carta com as Reivindicações aprovadas na Plenária:

Documento aprovado na Plenária, sob o grito de “A Luta faz a Lei”, de resistência às terceirizações e à implementação da lei trabalhista no curso das atuais negociações salariais, contempla os seguintes pontos de convergência das entidades:

  • Contra a Reforma Trabalhista

  • Pelo fim da Terceirização

  • Contra a Reforma da Previdência Social

  • Contra as privatizações e em defesa do patrimônio público

  • Por empregos de qualidade para todos e todas

  • Contra a desindustrialização e desnacionalização da indústria

  • Em apoio à luta dos servidores públicos

  • Pela unidade e fortalecimento das campanhas salariais em todo o País

Você pode ler a Carta completa aqui.

Publicado em Notícias | Comentários desativados

Produção industrial volta a crescer em agosto

A produção industrial avançou em agosto, de acordo com a Sondagem feita pela Confederação Nacional da Indústria. O índice que sintetiza a evolução do setor subiu para 54,8 pontos em agosto, de 50,5 pontos em julho. Em agosto de 2016, ele foi de 50,8 pontos.

Acima da linha divisória dos 50 pontos, o indicador mostra aumento na produção na comparação com o mês anterior. O resultado “dá sequência aos bons resultados apresentados em julho e afasta algumas preocupações sugeridas pela última edição da pesquisa”, avaliou, em nota, a CNI.

Já o indicador da evolução do número de empregados na indústria foi de 49,1 pontos no último mês, ante 48,2 pontos em julho, sinalizando que o emprego no setor caiu em agosto com menor intensidade do que a verificada no mês anterior, já que ambos estão abaixo dos 50 pontos.

Fonte: Valor Econômico

Publicado em Notícias | Comentários desativados

Fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais vai produzir dois novos modelos de Fox

As duas novas versões lançadas pela Volkswagen são o Fox Connect e Xtreme

A Volkswagen está lançando para o mercado brasileiro duas novas versões do modelo Fox, o Connect e Xtreme, que serão produzidas na fábrica em São José dos Pinhais. De acordo com o site Automotive Business, os novos produtos fazem parte da “estratégia para hatches que a VW passará a ter no Brasil a partir do lançamento do novo Polo, que acontece na próxima semana”, com a meta de simplificar a oferta de produtos no país.

Confira a matéria completa sobre os modelos publicada pelo site Automotive Business: Continue lendo

Publicado em Notícias | Comentários desativados

Brasil Metalúrgico fará um 14 de setembro contra o fim dos direitos

O movimento Brasil Metalúrgico, que reúne sindicatos, federações e confederações dos trabalhadores da indústria, incluindo os Metalúrgicos da Grande Curitiba, tem mobilizado a classe trabalhadora para o 14 de Setembro, Dia Nacional de Luta, Protestos e Greves contra o fim dos direitos sociais, trabalhistas e previdenciários da classe trabalhadora.

Neste dia, que cai numa quinta-feira, teremos mais assembleias e manifestações nas portas de fábrica e atos unificados nos Estados. Ações conjuntas serão marcadas no Paraná, em São Paulo, na Bahia, em Minas Gerais, no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul.

“Nesse dia, os metalúrgicos da Grande Curitiba vão mostrar que estão unidos contra o fim dos nossos direitos. Vamos seguir na luta principalmente para barrar a Reforma da Previdência e seguir na busca para reverter a Reforma Trabalhista”, explica Sérgio Butka, presidente do SMC, da Força Sindical Paraná e da Federação dos Metalúrgicos do Paraná.

Bandeiras de lutas prioritárias:

• contra o fim dos direitos sociais e trabalhistas

• em defesa das conquistas nas Convenções Coletivas

• contra o desmonte da Previdência Pública Continue lendo

Publicado em Notícias | Comentários desativados

Exportações fazem produção de caminhões crescer após 3 anos

Depois de três anos seguidos de queda na produção, a indústria de caminhões começa a dar sinais de recuperação, puxada pelo crescimento das exportações.

No primeiro semestre de 2017 foram fabricados 43.223 caminhões no Brasil, o que significa um aumento de 22,4% na comparação com o mesmo período de 2016, quando saíram das linhas de produção 36.326 unidades.

Dessas unidades fabricadas, são as exportações que estão garantindo essa alta, já que a comercialização de caminhões no mercado interno teve queda de 14,1%. Já as vendas para o exterior subiram 47,4%.

Confira também a matéria sobre o assunto publicada pela Folha de São Paulo: Continue lendo

Publicado em Notícias | Comentários desativados

Venda de veículos em agosto é a maior em 20 meses

Em agosto, a indústria de automóveis brasileira registrou o melhor resultado em vendas dos últimos 20 meses, segundo resultado da Fenabrave. Ao todo, foram vendidos 216,5 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O melhor resultado anterior tinha sido em dezembro de 2015, com 227,8 mil unidades. Essa também foi a primeira vez que a venda de veículos passa de 200 mil unidades.

O desempenho de agosto é 17,7% superior ao de igual mês do ano passado e 17,1% melhor que o de julho. No acumulado do ano, as vendas totais já somam 1,42 milhão de veículos, 5,3% a mais em relação ao período de janeiro a julho de 2016.

Fonte: Estadão

Publicado em Notícias | Comentários desativados

Desemprego cai para 12,8% em julho e atinge 13,3 milhões, diz IBGE

De acordo com os dados divulgados pela pesquisa Pnad Contínua, do IBGE, nesta quinta-feira (30), o Brasil ainda tem 13,3 milhões de desempregados. Isso significa que a taxa de desemprego registrada no trimestre encerrado em julho é de 12,8%, uma queda 5,1% comparada ao trimestre anterior.

Segundo o IBGE, mais de 1,4 milhão de brasileiros saíram da fila do desemprego, fazendo o número de empregados atingir os 90,7 milhões de pessoas.

O rendimento médio real habitual (R$ 2.106) ficou praticamente o mesmo quando comparado ao trimestre passado (R$ 2.111) e também ao mesmo período de 2016 (R$ 2.045).

Fonte: IBGE, G1 e R7

Publicado em Notícias | Comentários desativados